Você conhece seu estilo?

Por Jú Araújo

“Queria tanto poder usar essa peça, mas o que vão dizer?”

Essa é a frase que mais ouço no meu dia a dia, como vendedor no Balaio de Gato Brechó. Até tento fazer a(o) cliente acreditar que é capaz de vestir a tal peça que tanto gostou. E que ainda não tem certeza sobre assumir o look. Pois bem, aquela roupa pode dizer coisas sobre seu verdadeiro eu: ansioso por passear com aquela camisa estampada ou uma saia godê de cintura alta.

Quando reforço a possibilidade de vestir a peça que gostou, dizem para mim; “mas você tem estilo, eu não!”. Na verdade, todos nós temos estilo, mas poucos costumam o deixar fluir. Seja por medo, por achar inapropriado, ou levarem em consideração preconceitos e intolerância.

_MG_1713

Hoje, tenho tido uma experiência incrível ao me vestir e fazer minhas comprinhas maravilhosas nos brechós ou marquinhas autorais de Curitiba, que tanto admiro e sou fã. Quando vejo aquela peça que me chama atenção, penso: “Uau, que incrível!”. E se realmente gosto, não questiono. Desfruto do meu estilo.

Alguns dizem que nunca imaginaria alguém vestindo certas peças que possuo, mas que em mim, porém, fica incrível. Eu digo que, 50% desse INCRÍVEL é por causa da roupa de fato. Os outros 50%, sem dúvida alguma, é responsável pela minha persona fashion. Ou seja, eu ouço o que meu gosto pessoal quer usar de fato, eu me permito vestir e experimentar o que tenho vontade.

Quando você se permite, se torna dona(o) dos seus desejos. Você realiza, torna-se o seu melhor amigo e seu namorado perfeito. Aliás, você se permite namorar a você mesmo na frente do espelho? Experimente. No começo é meio difícil, mas com o passar do tempo você vai se acostumando. Se tornando cada vez mais independente e incrivelmente bela(o). Assim, do jeitinho que você é.

Como descobrir o seu próprio estilo

Eu tenho aqui, quatro dicas que vão te ajudar a libertar sua persona fashion. E fazer você ser a Beauty Woman ou Beauty Man que merece ser.

  1. Reflita sobre quem você é, o estilo está dentro de você. O autoconhecimento é a chave que vai libertar sua persona fashion.
  2. Depois que você descobrir tudo que gosta e te inspira, busque referências. Elas estão em toda parte: nas ruas, naquela pessoa que você admira, na internet, revistas, filmes e tudo mais.
  3. Permita-se! Permita-se se sentir incrível, belo, amado. Se existe alguém que pode dizer se seu look está péssimo ou não tem nada a ver com você, esse alguém é você mesmo. Ou um consultor de moda. Mesmo assim, acredite sempre em você.
  4. Exalte o que você tem de melhor. Vale também exaltar aquilo que você considera ser um defeito, esse pode ser o seu grande trunfo.
Diastema-Georgia-Jagger

Diastema – Georgia Jagger

Diana Vreeland (Ícone do Universo da moda, foi editora das duas maiores revistas do setor no mundo: Harper’s Bazaar e Vogue) Um dos ensinamentos que ela nos deixou foi, que devemos valorizar aquilo que achamos feio em nós, devemos transformar esse “feio” em belo. Podemos citar o caso do diastema nas modelos.

Diastema é um afastamento que existe entre os dentes, ganha repercussão desde da década de 70 com representantes como Madonna, Brigitte Bardot e outras. Em 2013 muitas modelos fizeram sucesso com o diastema também. Como pode ver, tudo depende do nosso ponto de vista do que seria feio ou belo, e essa questão é mutável, não é permanente. A beleza está em você, acredite nisso!

Material de apoio:

Documentário: Diana Vreeland: The Eye Has To Travel 

Fotos Ju Araújo: Lucas Manoel Calban 

Você conhece seu estilo?

Sobre o autor
- O Indumentária compartilha conteúdo criado por colaboradores. São textos de diversas categorias criados por gente interessante e que tem o que dizer. Quer ser um colaborador? Manda um e-mail pra gente.

Comentários no Facebook